domingo, janeiro 11, 2009

Estudo A Outra Geração: Os Seniores apresentado ao mercado

A Novadir, em parceria com o Mundo Sénior, apresentou em Lisboa os resultados do estudo A Outra Geração: Os Seniores.
Notícias do Grupo Marktest, Novadir, 16 Dezembro 2008

Foi apresentado ao mercado na passada quinta-feira A outra geração: os Seniores, estudo desenvolvido pela Novadir/Grupo Marktest. A apresentação teve lugar no Centro Cultural de Belém e teve a honra de receber no painel de convidados Isabel Saraiva (Apifarma), Pedro Pessanha (McCann Erickson) e, para apresentar os primeiros resultados do estudo, o Director Técnico da Novadir, Carlos Teves. O lançamento do estudo realizou-se em parceria com o Mundo Sénior, reforçando a importância que a Agência de Comunicação e Consultoria Sénior tem manifestado na divulgação de temáticas e eventos relacionados com este segmento, para o qual o mercado parece ter despertado.

ORGULHO NO + VELHO
Isabel Saraiva, Directora do Centro de Estudos da Indústria Farmacêutica - Apifarma, começou pela desmontagem do conceito de 'velho' considerando urgente libertá-lo de conotações negativas. Este parece ser o termo que tem vindo a ser defendido na Saúde para designar este segmento. Na sua apresentação abordou o problema demográfico do envelhecimento, da redução da natalidade, da exclusão social e profissional dos mais velhos, da dependência e da importância crescente em termos populacionais da mulher sénior, lançando o desafio de analisar este segmento.

ESTAMOS PREPARADOS PARA SERVIR OS SENIORES?
Seniores activos, vivos e em crescimento. Esta foi a primeira mensagem de Pedro Pessanha, da McCann Erickson, que defende que os seniores começam a "dar nas vistas". Aconselhou as marcas a oferecer aspirações alcançáveis, nomeadamente ao retratar os seniores com realismo, pois é possível conjugar o envelhecimento com sonho e com glamour. Neste segmento, deve-se ter em conta a experiência de vida e o efeito nostalgia, pois o sénior gosta de relembrar o seu lado jovem, afirmou.

A OUTRA GERAÇÃO: OS SENIORES
A apresentação teve como objectivo divulgar em primeira mão alguns resultados do mais recente estudo da Novadir/Grupo Marktest. Mais de 70% dos seniores entre os 55-59 anos são activos, percentagem que vai diminuindo com a idade. Cerca de 47% não preparou nem está a preparar reforma e dos que referiram preparar, 47% afirmaram ter-se limitado aos descontos para a Segurança Social. Os produtos bancários (com 37%) e de seguros (16%) são as principais formas de preparar a reforma. Cerca de metade dos seniores (49%) afirma sofrer de uma doença crónica ou aguda, originando a toma regular de medicamentos por 89% destes seniores, com um gasto que para 76% dos casos vai até aos 150 Euros.
Cerca de 35% dos seniores já utilizam o sistema privado de Saúde, nomeadamente através de um seguro de saúde ou de um cartão de saúde (mais de 90% dos casos). Os resultados revelam ainda que, apesar deste número, dos 1.800 indivíduos inquiridos com idades compreendidas entre os 55 e os 74 anos, 86% afirmam ter recorrido, no último ano, a hospitais do sector público.
Apenas 26% dos seniores entre os 55-74 anos admite vir a recorrer a um lar/residência sénior e 17% a um centro de dia. Esta resistência a este tipo de serviços deve-se ao afastamento dos familiares/amigos, bem como à falta de privacidade. No entanto, os seniores reconhecem que existem várias vantagens neste tipo de equipamentos, tal como o acompanhamento especializado e as redes sociais que se estabelecem.
O mercado sénior representa cada vez maior importância, afigurando-se como um segmento vivo e activo nas suas escolhas e consumos. 71% preocupa-se com a sua aparência física e bem-estar, nomeadamente 68%, através da prática de exercício físico (destes, 50% praticam caminhadas). Também associado ao bem-estar, está a utilização de produtos de cosmética com 52%. Cerca de 38% realiza viagens de lazer e turismo, maioritariamente com familiares (70%) e 9% frequenta termas/SPA's.
Estas conclusões vêm demonstrar que o segmento sénior já não é um target esquecido e muitas empresas já desenvolvem produtos e serviços para este universo, pois nunca é tarde demais para viver a envelhecer com qualidade.

1 Comments:

Blogger Bemequer said...

Será que é desta que os "seniores vão sair do armário"? O estudo fala dos "novos seniores", mas continua a falar de "velhos": doença, PPRs, reformas... A transição é muito subtil - a maneira de o fazer é através do lifeStyle - e a verdade é que a pessoa que está à minha frente na aula de "danças" já tem mais de 60 anos...

11:06 da manhã  

Enviar um comentário

Direccione-me

Criar uma hiperligação

<< Home