segunda-feira, março 30, 2009

Lisboa Cool

Será Lisboa uma cidade cool? Qual a visão da cidade, retratada por jovens alunos de comunicação do INP, numa perspectiva de tendência? Quais as grandes mentalidades que se estão a manifestar na cidade? Que exemplos ilustram as tendências emergentes?

Estas e outras perguntas foram a base de partida para um trabalho de terreno sobre Lisboa, levado a cabo pela equipa AYR Consulting (a scienceofthetime.com company) com alunos de licenciatura do INP e que visou construir uma base de entendimento cool sobre a cidade. Integrado no projecto mundial de Cool City Hunt ao lado das maiores e mais atractivas cidades cool do mundo como Barcelona, Amesterdão, Londres ou Roma, este projecto atingiu resultados inesperados sobre a forma como Lisboa é encarada numa perspectiva cool por estes CoolHunters da Generation Search e da Computer Game Generation.

Quatro grandes clusters foram identificados na Lisboa cool:
1. Experiencial
2. Autêntica
3. Fora de Portas
4. Ligada

Estes clusters agruparam e traduziram os exemplos recolhidos na cidade, orientados pela matriz central Sticky Trends. Esta matriz resume as principais cool trends que o projecto mundial de Cool City Hunt monitoriza e tenta identificar enquanto mentalidades dominantes. Pelos resultados obtidos conclui-se que Lisboa pode assumir verdadeiramente o seu papel de cidade cool, com as vantagens que isso pode trazer em termos de marca, atractividade e sucesso, para áreas tão distintas como turismo, lazer, negócios, viagens, compras, alimentação, diversão, cultura, etc.

Lisboa cool é uma Lisboa una na multiplicidade

O Lisbon Cool City Hunt integra o trabalho mundial do Science of the Time sobre Cool City Hunt, ao lado de Cidades como Amesterdão, Belo Horizonte, Praga, Roma, Viena, Copenhaga, Paris, Berlim, Budapeste, Milão, Estocolmo, Londres, Skopje e Bruxelas.

Feita por alunos do INP (enquadrados nas Generation Search e Computer Game Generation), esta é a visão de uma cidade que se quer afirmar como cool e equiparada às mais reconhecidas cidades mundiais em termos de mentalidades trendy. Os estudantes foram incentivados a caçar tudo o que seria cool. A definição do Science of the Time de Cool é “atraente e inspirador, com potencial de crescimento futuro”. Não é sobre os produtos, mas sobre a mentalidade por trás deles. O Coolhunting procura coisas, produtos, serviços, pessoas, etc. que são atraentes e inspiradores com potencial de crescimento futuro para quem está à volta.


Após o trabalho de análise e interpretação das mentalidades manifestadas pelos vários cool examples seleccionados Lisboa é caracterizada em quatro clusters que se complementam e estão ligados às Sticky Trends dominantes.

0 Comments:

Enviar um comentário

Direccione-me

Criar uma hiperligação

<< Home