sexta-feira, setembro 07, 2007

O ensino está errado e ninguém sabe?

Alvin Toffler afirma que estamos todos a formar pessoas para a Revolução Industrial.

Concordo, até porque o grande problema dos players que actuam na formação e no ensino é estarem formatados para coisas que já não são realidade.

Há que encontrar novas formas de ensinar e novas formas de aprender, para que o abandono e o insucesso escolar tenha números bem menores. Há que dar espaço à criatividade, à imaginação e à coragem de arriscar em vez de se saber de cor 20 definições e outras tantas fórmulas. Há que continuar a apostar nas indústrias criativas e do conhecimento e não na do marranço e do decorar.

Mas também as empresas têm de começar a valorizar mais a massa cinzenta e a learning organization em detrimento dos robôs humanos que se limitam a seguir ordens e a fazer by the book.

1 Comments:

Blogger mariajoni said...

Olá! Estou há quase um ano à procura de uma escola cujo ensino seja feito para trabalhar a massa cinzenta dos alunos, em vez de apenas os formatar como já formatou muitos outros que seguem hoje, como robots, as suas vidas. Se pensarmos na vida como um ciclo, vemos que não fugimos ao ciclo natural da história, e a revolução industrial já começou há 10 anos, e continua a evoluir... voltando ao ensino, quando era miuda, lembro-me de ter esperado pacientemente 5 anos para chegar ao secundário e poder escolher a escola que mais se aproximava da minha ideia de fazer os alunos "pensar". Não fui para essa escola, mas hoje a minha ideia mantém-se, embora agora, no ensino superior. Será o INP? Se o Professor se mantiver lá durante os próximos 4 anos, eu estarei nessa escola em 3 anos desse tempo :) Fico com a cabeça a fervilhar qdo venho a este blog... é que de seguida vou pesquisar livros na fnac!! Continue assim!

2:42 da manhã  

Enviar um comentário

Direccione-me

Criar uma hiperligação

<< Home